Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/20 às 15h55 - Atualizado em 26/11/20 às 15h55

Cadeia produtiva da canola poderá ser implantada no DF

COMPARTILHAR

 

O secretário de Agricultura do Distrito Federal, Candido Teles, o subsecretário de Desenvolvimento Rural, Odilon Vieira Junior, participaram nesta quarta-feira (25), de uma reunião na Cooperativa Agrícola do Rio Preto (COARP) para tratar da implantação, aqui no Distrito Federal, de uma cadeia produtiva de canola. A reunião teve o objetivo de mostrar aos produtores e às instituições presentes, o potencial da produção da canola no Cerrado Brasileiro.

 

Segundo Bruno Laviola, da Embrapa Agroenergia, que apresentou o Projeto Prócanola, como é chamado, além da produção da canola por parte dos produtores rurais como mais uma opção à safrinha, a ideia é implementar uma unidade de processamento para o beneficiamento da canola para transformá-la em óleo, garantindo assim a comercialização do produto. Essa unidade de processamento também poderá ser utilizada para processar a soja, dando mais uma opção para o produtor.

 

Para o secretário de Agricultura, Candido Teles, esse é um projeto muito interessante e cria mais uma opção de cultivo para o produtor do DF. “Eu fiquei muito feliz com essa reunião. Eu acho que foi muito proveitosa. Só falta agora nós fazermos isso acontecer. Temos que nos reunir e fazer as tratativas para virem os recursos e implementar esse projeto”, ressaltou.

 

Segundo o superintendente Federal de Agricultura do Distrito Federal, do Ministério da Agricultura, (SFA/MAPA), Willian Barbosa, já existe, inclusive, recursos disponíveis, através da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI), também do Ministério da Agricultura, que poderá ser utilizado para dar início ao projeto no custeio da pesquisa por parte da Embrapa.

 

Já o presidente da Coarp, Valter Baron, disse que os produtores da região estão interessados no projeto e que se tiverem o apoio dos órgãos competentes serão parceiros nessa ideia.

 

Sobre a Canola

 

Segundo Bruno Laviola, da Embrapa Agroenergia, a canola é uma commodity, é a terceira oleaginosa mais cultivada no mundo, atrás apenas do dendê, segundo colocado e da soja, que está em primeiro lugar. A produtividade média esperada para a região do DF é de 2 mil kg para o plantio no sequeiro, e 4,5 mil kg para o plantio em área irrigada. O teor de óleo pode chegar a 40% e o farelo a mais de 30% de proteína. No Brasil a demanda é maior que a produção e o ciclo do plantio a colheita varia de 100 a 130 dias.

 

Também participaram da reunião, a deputada federal Bia Kicis, produtores rurais, pesquisadores da Embrapa e representantes da Conab-DF.

 

Ascom Seagri-DF

Leia também...