Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/07/19 às 20h16 - Atualizado em 11/07/19 às 20h19

Caravana FCO visita área rural

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Fazenda, Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal (SEFP/DF) e a Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), em parceria com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri/DF), Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Banco de Brasília (BRB), realizaram nesta quinta-feira (11), mais uma edição da caravana do Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FCO).

 

Desta vez, o local escolhido foi o auditório da AgroBrasília, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PAD/DF). A ação teve o objetivo de orientar e tirar dúvidas dos produtores rurais na busca por soluções para liberação dos créditos do Fundo, incentivando o desenvolvimento local com a geração de emprego e renda.

 

Segundo a secretária adjunta da Secretaria de Fazenda, Adriane Lorentino, a caravana FCO foi retomada no atual governo, com o objetivo de alavancar a utilização dos recursos do Fundo. Ela explicou que, historicamente, o DF vem perdendo recursos do FCO pela não utilização. Como proposta da Secretaria da Fazenda, em parceria com outras secretarias, o objetivo é reverter essa situação.

 

“A participação do DF, no histórico em relação ao Fundo, está muito baixa. Hoje é em torno de 5% do total disponibilizado. Nós precisamos trazer o desenvolvimento para o DF e gerar emprego, renda e capacidade para o crescimento, além de inovação e transformação. Essa é uma oportunidade que os empresários do agronegócio terão para desenvolver projetos por meio do FCO, para que a região do DF tenha um crescimento ordenado e desenvolvimento produtivo”, afirmou Lorentino.

 

O superintendente de desenvolvimento do Centro-Oeste, Nelson Vieira Fraga Filho, explicou que o FCO foi constituído para o desenvolvimento da região Centro-Oeste, e que o exemplo disso é visível nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, que hoje são exemplos no agronegócio para o Brasil e para o mundo, com tecnologia e eficiência na produção. “Isso demonstra que o FCO cumpriu o seu papel e continua fazendo isso através de um instrumento chamado crédito. Não se produz desenvolvimento sem crédito. Nós vamos trabalhar para fazer com que o FCO, não só possa ser aplicado aos produtores, mas possa ser um instrumento para alavancar novas fontes para alimentar as instituições financeiras com esse recurso que é tão importante”, ressaltou.

 

]O secretário de Agricultura do Distrito Federal, Dilson Resende, ressaltou que o Governador Ibaneis Rocha, já havia manifestado preocupação com a baixa aplicação dos recursos do FCO no DF e que o Fundo é muito importante para o desenvolvimento da Região. “Nós esperamos que mais investimentos venham para a região para trazer mais desenvolvimento e gerar emprego e renda. Acho que pode haver uma melhor redistribuição do fundo para os nossos bancos como o BRB e o Sicoob e também algumas facilidades. Essas caravanas são importantes para esclarecer dúvidas e trazer parcerias junto aos agentes financeiros, para que possamos avançar”, afirmou o secretário de Agricultura.

 

A Presidente da Emater, Denise Fonseca, ressaltou que o trabalho competente exercido pelo Sistema Agricultura do DF (Seagri – Emater – Ceasa), tornou o DF referência no agronegócio, e que o crédito rural é uma ferramenta essencial para o desenvolvimento das atividades produtivas. “Os nossos agricultores, apoiados por essa competente rede de instituições, tornaram o DF uma referência no agronegócio. Nós, atuais gestores do Sistema Agricultura, estamos trabalhando para fazer sempre o melhor para o nosso setor. Por meio do FCO, nossos produtores, associações, cooperativas e agroindústrias podem solicitar empréstimos com encargos financeiros diferenciados, possibilitando investimentos e geração de empregos, ressaltou.

 

Também participaram do evento, o superintendente federal de Agricultura do DF, William Soares Barbosa, o presidente da Ceasa, Wilder Santos, o presidente do Sicoob Brasília, Antônio Mazurek, os representantes do Banco do Brasil, Ariel Luiz de Sales e do BRB, Antônio Gil Padilha.

 

Texto e foto: Ascom Seagri/DF