Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/12/19 às 0h13 - Atualizado em 6/12/19 às 18h30

Governador inaugura novo pavilhão comercial na Ceasa

COMPARTILHAR

 

O Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, inaugurou um novo pavilhão de comercialização, nesta quinta-feira (05), nas Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF). Durante o evento, também foi reaberto o Mercado do Peixe.

 

O pavilhão B10 é composto por seis boxes, com cerca de 300m² cada. Esse é o primeiro de três novos pavilhões que estão sendo construídos na Ceasa-DF. 

 

Os novos pavilhões foram projetados visando a sustentabilidade e a tecnologia. Será utilizada iluminação de LED e uma estrutura para o reúso da água, que será destinada para irrigação e combate ao incêndio, gerando economia energética e preservando o meio ambiente. Além disso, os boxes possuem estrutura para construção de painel de energia fotovoltaica.                                       

 

Ao todo, serão 24 boxes distribuídos entre os três pavilhões. O investimento utilizado nessas obras é de R$ 22 milhões. Além de aumentar a capacidade de armazenamento dentro do local, possibilita incrementar ainda mais o leque de produtos comercializados. A expectativa é que o novo empreendimento gere cerca de 200 empregos diretos.

 

Durante o evento foi divulgado também o edital de licitação para ocupação dos boxes, o que certamente deve ocorrer ainda este ano.

 

Segundo o Governador Ibaneis Rocha, o grande projeto é a criação de uma “nova” Ceasa, um novo perfil para os empresários, aumentando a comercialização do agronegócio do DF, gerando emprego e renda e dando dignidade ao homem do campo. “Com menos de um ano nós já estamos entregando obras importantes dentro do parque da Ceasa e criando novos negócios. Isso só é possível porque temos uma equipe totalmente unida”, ressaltou.

 

O governador também prometeu reduzir em 20% o valor pago pelos pequenos produtores da Pedra. “A partir de janeiro, o boleto já será emitido com esse incentivo que será dado a todos esses produtores. Será um desconto de R$ 60 a R$ 80. Pode parecer pouco, mas isso na vida de um produtor familiar tem muita serventia.”, afirmou Ibaneis.

 

O Secretário de Agricultura, Dilson Resende, também ressaltou o ritmo acelerado em que o atual Governo e o Sistema Agricultura estão trabalhando em prol da população do DF. “Estamos trabalhando em um ritmo muito forte e é assim que a gente gosta de trabalhar, fazendo entregas à população que precisa do nosso trabalho. Entendemos que a Ceasa tem uma importância muito grande para a nossa cidade. Estamos trabalhando em uma política de abastecimento, onde a Ceasa é a protagonista”, ressaltou o secretário Dilson.

 

Reabertura do Mercado do Peixe de Brasília

 

A Ceasa-DF, em parceria com a Secretaria de Agricultura, está reativando o Mercado do Peixe de Brasília. O objetivo é incentivar o consumo de pescados na capital, que apesar de ser pequena em território, possui grande densidade demográfica de consumidores e produtores de peixe, sendo assim uma região estratégica para o mercado.

 

O Mercado do Peixe está localizado ao lado do Mercado Orgânico, na Ceasa-DF, e oferecerá pescados a um preço acessível, além de dar oportunidade aos piscicultores para oferecerem e apresentarem seus produtos, produzidos na região do DF e RIDE.

 

O DF é o terceiro maior consumidor de pescados no país, ou seja, há um alto potencial para um mercado local do produto. Além disso, houve um grande crescimento de produtores entre 2001 e 2018.

 

As obras para reabertura do espaço foram realizadas pela Seção de Manutenção da Ceasa-DF e com isso, a empresa economizou cerca de R$ 120 mil.

 

“O mercado do peixe é uma grande obra, porque recoloca esses produtores no mercado. Nós temos condições de abastecer todo o mercado do Distrito Federal”, afirmou Ibaneis.

 

Mercado Central de Brasília

 

Durante o evento também foi anunciado o lançamento do edital para Parceria Público Privado (PPP) para a construção do Mercado Central de Brasília.

 

O Mercado Central de Brasília é um dos projetos propostos pela gestão do atual governo. Durante o evento foi realizado o anúncio da publicação do Edital de Parcerias Público-Privadas visando a construção deste importante espaço para a comercialização na capital. A previsão é de que sejam investidos, no espaço, cerca de R$ 50 milhões.

 

“Hoje nós vamos fazer o lançamento da PPP do mercado Central. Brasília, a capital da República, ainda não tinha o seu Mercado Central. Toda grande cidade do Brasil e do mundo tem o seu Mercado. É um local turístico, importante e um ponto de comercialização para o produtor”, ressaltou o secretário de Agricultura Dilson Resende.

 

Entrega do Selo Arte para agroindústrias

 

O Selo Arte é um selo de qualidade, fornecido pela Secretaria de Agricultura do DF às agroindústrias de produtos artesanais que atendem às boas práticas de fabricação dos alimentos e agropecuárias na confecção dos seus produtos.

 

A regulamentação permite que os produtos artesanais, que possuem o Selo Arte, possam ser comercializados em todo o território nacional, sem a necessidade do selo de inspeção federal. Com esse selo, as agroindústrias vão poder alcançar novos mercados, auxiliando na comercialização e agregando valor ao seu produto.

 

“O Selo Arte permite a comercialização desses produtos fora da área de inspeção do DF, ou seja, você passa a ter um mercado maior de comercialização para seu produto. É uma política em que o DF está na vanguarda nessa questão”, afirmou o secretário de Agricultura Dilson resende.

 

Receberam o Selo Arte, durante o evento, as agroindústrias: Vale das Ovelhas; Queijaria Artesanal Compana; e Kero Mais, todas produtoras de queijos artesanais do Distrito Federal.

 

O Selo Arte foi instituído pela Lei Federal nº 13.680, de 14 de junho de 2018, e foi regulamentado esse ano pelo Decreto nº 9918, de 18 de julho de 2019.

 

Convênio com Mapa é anunciado

 

O secretário nacional de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura (Mapa), José Guilherme Leal, anunciou durante o evento, um aditivo de convênio, para custeio e investimentos, no total de R$ 2.076.000. Os recursos são do Mapa e serão utilizados para a compra de veículos, computadores, notebooks e tablets para informatizar a Subsecretaria de Defesa Agropecuária e para repor a frota.

 

O convênio também é voltado para projetos pilotos entre o Mapa e a Seagri-DF, como fiscalização de produtos orgânicos, bebidas e também para a fiscalização de medicamentos veterinários.

 

Autoridades prestigiam evento

 

Participaram do evento, além de produtores rurais, comerciantes e empresários, e do presidente da Ceasa-DF, Wilder Santos; a Deputada Federal, Celina Leão; o vice-governador, Paco Brito; o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária (Fape-DF), Fernando Ribeiro; a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca; o presidente do BRB, Paulo Henrique; o secretário de Governo, José Humberto; o secretário de Atendimento à Comunidade do DF, Severino Cajaseiras; o diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagens, Fauzi Nacfur; o diretor-presidente da Novacap, Cândido Teles; o presidente da OCDF/Sescoop-DF, Remi Gorga, e a presidente do Sindicato dos Floricultores, Fruticultores e Horticultores do Distrito Federal, Sandra Moreira Padilha, entre outras autoridades do setor.

 

*Com informações da Ascom da Ceasa-DF