Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/06/19 às 20h10 - Atualizado em 18/06/19 às 20h20

Plano Safra terá 225,9 bilhões para produtores

COMPARTILHAR

Foto: Marcos Corrêa/PR

 

 

O Governo Federal lançou, nesta terça-feira (18), o Plano Safra 2019/2020. Com investimentos de R$225,59 bilhões, o plano abrange pequenos, médios e grandes produtores. Ao todo, o crédito rural contará com R$222,74 bilhões, sendo R$169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização e R$53,41 bilhões para investimentos.

 

Segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, foi muito importante a volta dos pequenos produtores ao Ministério da Agricultura. Segundo ela, todos são empreendedores e fazem parte do mesmo negócio. “Graças ao Presidente da República, conseguimos abrigar, sob o mesmo teto, o grande, o médio e os pequenos produtores rurais. É a primeira vez que temos um Plano Safra para toda a agricultura brasileira. Do pequeno ao grande produtor. Temos enfim, uma só agricultura alimentando o Brasil e o mundo”, afirmou.

 

A ministra Tereza Cristina também ressaltou o valor alocado nesse Plano Safra que, segundo ela, foi inédito. Ela também destacou a disponibilização de mais recursos para a subvenção ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que terá disponível praticamente cinco bilhões.

 

O Plano Safra ainda prevê R$ 1 bilhão para subvenção ao Seguro Rural, mais que o dobro do plano anterior, que era de R$ 440 milhões. “Pela primeira vez, um seguro rural compatível com o momento que estamos vivendo. Eu acredito que é muito importante para o desenvolvimento de uma agropecuária segura, com mais tranquilidade ao agricultor”, destacou o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras, Márcio Lopes de Freitas.

 

“Temos a obrigação de cuidar da crescente demanda de alimentos no mundo. Nessa empreitada global contra a fome, o Brasil é o principal protagonista. Teremos que crescer até 2027, cerca de 40% da nossa produção e essa agricultura de nova geração sabe fazer isso. Com o apoio e reconhecimento do Governo, nós podemos fazer isso”, completou Freitas.

 

Pela primeira vez, também estão previstos recursos para a construção de casas rurais. São ao todo R$500 milhões para construção ou reforma de moradias dos pequenos agricultores brasileiros, suficientes para construir até 10 mil casas para os agricultores familiares.

 

Para o secretário de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal, Dilson Resende, esse talvez seja um dos Planos Safra mais inclusivos já lançados pelo Governo Federal. “O recorde na subvenção ao seguro rural, com atenção à gestão de risco dos pequenos produtores e a oferta de crédito a juros acessíveis, poderão ajudar a alavancar a produção dos pequenos e médios e injetar mais recursos no setor agropecuário”, destacou o secretário.

 

*Com informações da Ascom da Presidência da República