Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/12/19 às 20h46 - Atualizado em 3/12/19 às 20h49

Secretaria de Agricultura entrega kits para o fomento da agricultura familiar

COMPARTILHAR

 

A Secretaria de Agricultura do Distrito Federal (Seagri-DF) realizou hoje (03), a entrega de centenas de kits para o fomento da agricultura familiar do DF. O evento, que aconteceu na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Hortaliças) no Gama-DF, contou com a presença, entre outras autoridades, do secretário de Agricultura, Dilson Resende, e do Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

 

Foram entregues aos agricultores, kits de irrigação contendo uma caixa d’água de 5 mil litros, mangueira para irrigar uma área de 1000m² e conexões para montagem. Também foi entregue um kit agroflorestal com sementes de hortaliças, sementes de milho e feijão, mudas de árvores frutíferas e adubo.

 

Segundo o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, esse tipo de iniciativa só vem a agregar e mostrar a força que tem o agronegócio, principalmente quando estão presentes instituições que são fundamentais para o fomento da agricultura como a Embrapa, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e tantas outras.

 

“E agora, junto com a Secretaria de Agricultura, Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) e a nossa Ceasa (Centrais de Abastecimento), nós estamos buscando trazer dignidade a essa população que vive nas áreas rurais. Quando nós montamos a nossa equipe da Agricultura (Seagri-DF, Emater-DF e Ceasa-DF) o nosso olhar foi de cuidar das pessoas, para levar dignidade ao homem do campo. Brasília tem se destacado como um exemplo nacional para a agricultura familiar”, destacou o Governador Ibaneis Rocha.

 

O secretário de Agricultura do Distrito Federal, Dilson Resende, disse que essas entregas são momentos de muita alegria para todos do Sistema Agricultura (Seagri-DF, Emater-DF e Ceasa-DF). “Nós estamos aqui cumprindo a nossa missão. Esse é um trabalho de responsabilidade. Esperamos que no próximo ano nós tenhamos muito mais para entregar, para que vocês tenham dignidade, emprego e renda na área rural”, afirmou.

 

Produção orgânica e assistência técnica

 

A subsecretária de Agricultura Familiar, Helvia Paranaguá, explicou que os produtores que irão receber os kits, foram selecionados tanto pela equipe da Seagri-DF, quanto pela Emater-DF. Segundo ela, é muito importante que essas famílias recebam assistência técnica e extensão rural, para que após a entrega, os kits não fiquem parados ou sejam utilizados de forma incorreta.

 

“Esses agricultores foram selecionados pelos técnicos da Emater e da Secretaria de Agricultura. A nossa política é de que não basta só assentá-los, é preciso assisti-los e acompanhá-los. É com essa política pública que a gente vai dar início a entrega desses kits. Todas as sementes são orgânicas e não terão o uso de agrotóxicos. Essa é uma tendência mundial, esse cuidado com a alimentação saudável, e essa é a política que nós estamos estabelecendo, para eles produzirem alimentos saudáveis”, explicou a subsecretária Helvia.

 

Conab doa sementes para fomentar agricultura

 

A Conab, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Sementes), fez a doação para a Secretaria de Agricultura e para a Emater, de sementes de feijão e milho. Essas sementes foram distribuídas junto com os kits entregues hoje.

 

Segundo o superintendente da Conab no DF, Rafael Bueno, o intuito é fomentar a produção, agregando valor e renda à produção. “O custo dessas sementes, dentro da cadeia produtiva é muito alto. Talvez um dos insumos que tenha o valor mais agregado, mais puxado pra eles. Com essa parceria, a gente visa fomentar a produção, principalmente para os agricultores familiares que têm uma renda mais baixa e que tenham dificuldades para acessar essas sementes”, explicou.

 

Produtores também recebem carta de crédito

 

 

Produtores rurais também receberam cartas de créditos para instalação de placas fotovoltaicas, perfuração de poços e aquisição de caminhão para o transporte da produção.

 

A produtora rural Neli Christ, que produz hortifrutis orgânicos na região do Lago Oeste, recebeu uma carta de crédito para a aquisição de placas fotovoltaicas. Ela disse que, mesmo com o desconto que tem da concessionária de energia, a conta ultrapassa os mil reais por mês. “Primeiro a questão da energia elétrica que está muito cara. Eu produzo em dois hectares onde gasto mais de mil reais por mês só com energia. Com a instalação dessas placas eu vou economizar e poder investir mais na minha chácara”, ressaltou.

 

O Produtor do núcleo rural Rio Preto, em Planaltina-DF, Ivan Engler, também recebeu uma carta de crédito para a aquisição de placas fotovoltaicas e para a construção de um poço artesiano para captação de água para irrigação. “Nós estamos com muita dificuldade de água para produzir e a minha conta de energia não baixa de mil reais por mês. Com os investimentos desse crédito eu terei mais água para produzir verduras e energia barata”, explicou.

 

Já o produtor do Incra 09, em Brazlândia, Joel dos Santos Coelho, recebeu uma carta de crédito para a aquisição de um caminhão. Segundo ele, o veículo será utilizado para o transporte da produção dele e dos vizinhos. “Com esse veículo as coisas vão melhorar muito. Esse veículo vai me ajudar e também mais uns dez vizinhos. tem muitas  pessoas que não tem veículo e eu vou transportar pra mim e para eles”, afirmou.

 

Também estiveram presentes no evento, a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, o presidente da Ceasa, Wilder Santos, o superintendente Federal de Agricultura do DF, do Ministério da Agricultura, Willian Barbosa, representando a Federação de Agricultura (Fape-DF), a superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-DF), Kelly Cristina Costa do Nascimento, o diretor-executivo de Inovação e Tecnologia da Embrapa, Cleber Oliveira Soares e o chefe-geral da Embrapa Hortaliças, Warley Nascimento. O evento também contou com a participação de servidores da Seagri-DF e da Emater-DF, além de agricultores e produtores familiares, assentados e lideranças rurais de todo o DF.

 

Texto e fotos: Ascom Seagri-DF