Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/09/19 às 17h18 - Atualizado em 9/09/19 às 17h23

Sistema de aeração é tema de curso

COMPARTILHAR

 

Nesta sexta-feira (6), foi realizado na Granja do Ipê, um Dia de Campo para tratar de sistemas de aeração (oxigenação da água) na piscicultura, com destaque para as novas tecnologias que melhoram e aumentam a oxigenação nos tanques de cultivo dos peixes. O evento foi realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) e Secretaria de Agricultura (Seagri-DF), e contou com a participação de alguns representantes de empresas do setor, além de 90 produtores ligados a piscicultura do Distrito Federal.

 

O objetivo central do encontro, entre os piscicultores e órgãos ligados a atividade, foi passar aos produtores as diversas tecnologias de aeração para que os mesmos possam alcançar uma grande produtividade, além de conseguir produzir mais peixes no mesmo espaço físico, utilizando as tecnologias apresentadas e discutidas no evento.

 

“No DF, as terras para esse cultivo costumam ser mais caras, com isso, é necessário aproveitar da melhor maneira possível o espaço para uma maior produtividade. Eventos como esse, elucidam esses fatos e ajudam muito os produtores”, explicou Ângelo Augusto Procópio Costa, gerente de Tecnologia Agropecuária da Seagri-DF.

 

De acordo com o coordenador de piscicultura da Emater-DF, Adalmyr Borges, os sistemas de aeração podem proporcionar ganhos aos produtores, em razão da economia de água e da maior produção de peixes por metro cúbico de água. Pelos sistemas tradicionais, que usam tanques em que a água é renovada por gravidade, a produção média de tilápias é de um quilo por metro cúbico. Nos tanques com aeração, a produção pode chegar a 15 quilos ou mais no mesmo espaço, com economia de até 90% no consumo de água.

 

Ascom Seagri-DF *Com informações da Ascom Emater-DF